Previdência

Tudo sobre Previdencia

O que é uma previdência?

Aqui te explicaremos tudo o que você precisa saber sobre previdência! Se você já sabe o que é e está apenas querendo uma cotação, clique no botão e cote agora mesmo!

Previdência é basicamente um investimento no seu futuro, o objetivo é que o dinheiro acumulado ao longo dos anos seja usado pelo trabalhador quando se aposentar ou caso perca a capacidade de trabalhar ou, ainda, no momento de realizar um projeto de vida.
No Brasil, possuímos dois tipos de previdência, a social: que é para quem contribui para o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e que a contribuição é obrigatória para os trabalhadores que exercem atividade remunerada vinculada ao Regime Geral de Previdência Social – RGPS e facultativa para quem não tem esse vínculo, mas é maior de 16 anos e deseja receber o benefício no futuro. E a previdência privada, que é controlada pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) e oferecida por diferentes instituições financeiras, além de não ser obrigatória e servir como um complemento da previdência social, como uma “previdência extra”.

Previdência Privada

Tudo sobre previdencia
Agora que entendeu o básico, vamos explorar mais um pouco a previdência privada! Um ponto de extrema importância é entender que existem dois tipos dessa modalidade, sendo eles: Previdência privada aberta e fechada. Agora vamos nos aprofundar um pouco mais nesses dois conceitos.

Previdência Privada Fechada:

A previdência privada fechada também é conhecida como fundo de pensão e é oferecida somente por algumas empresas aos seus funcionários e também por entidades de classe a seus associados, como por exemplo os advogados.

Previdência Privada Aberta:

A previdência privada aberta, também é conhecida como “previdência individual” e pode ser contratada por qualquer pessoa que queira um plano, ou qualquer empresa que queira oferecer o benefício aos funcionários. Para contratar é fácil, contratar, é preciso buscar instituições financeiras específicas como bancos, gestoras independentes de fundos de previdência,  corretoras de investimentos e de seguros, como a maXXIma!

E como funciona?

Qualquer um pode fazer um plano de previdência e investir nele ao longo dos anos para no futuro, resgatá-lo e ter uma vida financeira mais confortável e estável. Não existe uma frequência obrigatória de aportes, ou seja, o você pode colocar quanto dinheiro quiser e quando quiser. Algumas instituições pedem um valor mínimo de entrada no plano, mas não são todas que fazem essa exigência. 

O investimento em previdência privada é dividido em dois passos: o primeiro: de acumulação em que o titular do plano faz aportes e tem o dinheiro capitalizado. E o segundo: de resgate em que o investidor decide como resgatar o montante e complementar sua renda.

PGBL ou VGBL

Outra coisa importante, é entender quais são os planos disponíveis e para qual perfil de investidor cada um deles é indicado. Existem duas opções no mercado: o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). A principal diferença entre os dois está na tributação, sendo o PGBL mais indicado para pessoas que entregam a declaração completa do Imposto de Renda e o VGBL para quem entrega a declaração simplificada.

PGBL - Benfícios

  1. Benefício Fiscal: Permite abater da base de cálculo do IR os aportes anuais num limite de até 12% (fique atento ás condições de dedução!) da renda bruta tributável. 
  2. Declaração: Como citado acima, é mais indicado para pessoas que optam pela declaração completa do imposto de renda.
  3. Incidência: Haverá incidência do imposto de renda sobre o valor do resgate, ou da renda recebida quando eles ocorrem.

VGBL - Benfícios

  1. Benefício Fiscal: Não permite abater da base de cálculo do imposto de renda os aportes anuais.
  2. Declaração: Como citado acima, é mais indicado para pessoas que optam pela declaração simplificada do imposto de renda, é isento ou já tem PGBL, mas quer investir mais de 12% da renda bruta em previdência privada.
  3. Incidência: Haverá incidência do imposto de renda somente sobre os rendimentos do plano e não sobre o total acumulado.

Faça já sua simulação gratuita!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.